Por: Klever Kolberg ligado: julho 27, 2010 Em: Rally dos Sertões Comentários: 0

Divulgação - Preparação final do carro da Valtra Dakar Eco Team

No último final de semana (24 e 25/07), Klever Kolberg esteve em Curitiba (PR) visitando a sede da ProMacchina, oficina que criou e está preparando o Protótipo Etanol, carro com que o piloto disputará o próximo Rally Internacional dos Sertões. Esta foi mais uma das etapas que o piloto da Valtra Dakar Eco Team cumpre na preparação para a maior prova off road do Brasil, que acontece entre 10 e 21 de agosto, com largada em Goiânia (GO) e chegada em Fortaleza (CE).

Em seu retorno às competições em solo brasileiro, Klever apresenta várias novidades: seu navegador será o potiguar Flavio Marinho de França; e o equipamento foi criado e desenvolvido pela ProMacchina, oficina do também piloto Mauricio Neves. O veículo da Valtra Dakar Eco Team que Kolberg irá pilotar no Rally dos Sertões será um Protótipo Etanol e representa uma grande evolução em relação ao que utilizou na edição 2010 do Dakar. Na ocasião, ele se tornou o primeiro competidor da história a realizar a prova com um carro movido pelo etanol brasileiro, com um Mitsubishi Pajero Flex.

O novo carro, batizado de Protom, utiliza o cockpit e gaiola de uma L200 RS. Assim, a sua aparência é muito próxima com a pick-up da Mitsubishi. “Mas fica só na semelhança. Este carro é uma grande evolução se compararmos com o que usamos no Dakar. Ele tem várias melhorias, mudanças que já gostaríamos de ter colocado naquele carro, mas por questão de tempo não conseguimos. Agora teremos um equipamento bem mais competitivo”, disse Kolberg.

Divulgação - Klever e Maurício ressaltam a ousadia no desenvolvimento do Protom

A ProMacchina também será responsável pelo apoio mecânico durante o Rally dos Sertões. Klever já utilizou os serviços da preparadora em outras edições da prova, mas na época, Mauricio Neves também era um dos seus fortes adversários.

Chefe de equipe nesta edição da prova, Mauricio Neves participou do Sertões 2009 e do Dakar 2010 pela equipe Volkswagen e atualmente disputa o Campeonato Brasileiro de Rally. A ProMacchina terá seis carros na competição – três deles movidos a etanol -, e carrega o título de ter sido a ultima equipe brasileira a vencer o Rally dos Sertões na geral da categoria Carros, em 2007. “Naquele ano, realizei um grande sonho, vencer o Rally dos Sertões pilotando um carro preparado pela minha própria equipe”, disse Neves.

Diferenças – O motor é um Mitsubishi V6 3.5 Flex e as suspensões dianteiras e traseiras são independentes, utilizando os agregados e componentes do Evolution, carro de chassi tubular produzido para competição. Os diferenciais dianteiros e traseiros também são da Evolution, mas recebem um sistema de blocante para aumentar a performance e resistência. “Além do design, a suspensão independente nas quatro rodas é outro grande diferencial. O primeiro tinha eixo rígido. O carro com o qual disputaremos o Sertões é 20 centímetros mais largo, isso dá uma dirigibilidade muito melhor. Os freios são maiores e o motor terá 50 hp a mais”, explicou Klever Kolberg.

O cambio é mecânico e é o mesmo utilizado na Pajero 3.5L. “O carro pesa quase 450 quilos a menos, em parte por causa do tanque de combustível. Como no Dakar tivemos que bolar uma logística bastante complexa para o abastecimento ao final de cada etapa, o reservatório levava 560 litros de etanol. Agora a organização do Sertões permitiu o reabastecimento em etapas mais longas, e por isso não precisaremos de um tanque muito grande. É um grande incentivo à categoria Etanol no rali, e uma boa iniciativa do pessoal da Dunas”, elogiou o piloto.

“Com toda segurança, posso dizer que o carro novo terá um desempenho 100% melhor do que o equipamento com a qual disputamos o Dakar, já que havia sido um trabalho que privilegiava a resistência, e não a performance”, apontou Klever.

“Para mim, o Protótipo Etanol nasceu de uma ousadia somada a experiência e criatividade de todos amigos que colaboram com a ProMacchina. Vou utilizar vários componentes da Pajero que competiu no Dakar, como o motor, mesclados a vários outros componentes da Pajero Full e do Mitsubishi Evolution, como diferenciais e suspensão independente nas quatro rodas. Será um carro mais leve, mais estável e mais rápido do que o utilizado no Dakar”, comentou Klever. “Além disso, este carro é uma solução de baixo custo para quem quer competir usando etanol com boa performance. É algo extremamente viável para os competidores, e vai deixar muita gente entusiasmada”.

Configuração padrão para os principais pontos do carro:

Protótipo Etanol By ProMacchina

Motor: Mitsubishi 3.5 – 6 cilindros em V, Flex
Eletrônica programável de competição
Ventoinha dupla elétrica com sistemas individuais de acionamento
Potência: 240 HP/5.500 RPM
Cambio e caixa de transferência Mitsubishi com opções de tração 4×2, 4×4, 4×4 bloqueado e 4×4 reduzido
Diferenciais com blocantes
Embreagem multidisco para até 100 kilos de torque
Tanque: 350 L para autonomia de 500 km em ritmo de competição
Sistema duplo para bombas de combustível
Suspensão independente dianteira e traseira
2 amortecedores Ohlins por roda
Freio a disco nas 4 rodas
Macaco Hidráulico
Velocidade Máxima: 180 km/h
Peso bruto: 1.875kg
Comprimento: 4.475mm
Largura: 1.990mm
Altura: 1.850mm
Base: 2.900mm
Rodas: 7″ X 16″
Chapão protetor inferior
Pranchas de desencalhe
Gaiola de segurança padrão FIA

Sobre Klever Kolberg: Engenheiro e piloto, e pioneiro brasileiro no Rally Dakar, onde já participou representando Brasil por 22 vezes. Klever começou na prova competindo de moto, entre 1988 e 1996, sagrando-se campeão da categoria Motos Maratona em 1993, ano em que foi o quinto colocado no geral. A partir de 1997 passou a disputar o Dakar entre os carros, obtendo o título vice-campeão na categoria Carros Maratona em 1999 e 2000 e na categoria Carros Diesel em 2002. Também é pioneiro no Dakar na categoria Experimental para combustíveis limpos, onde em 2010 foi o primeiro a utilizar Etanol de Cana de Açúcar como combustível. Na maior prova off – road do pais, o Rally dos Sertões, Klever é bicampeão da categoria carros. É autor de três livros sobre o assunto e é comentarista de rali no canal ESPN desde 2007.

Sobre Flavio Marinho de França: Cirurgião-dentista e navegador, começou competindo com motos em 1992, nas modalidades de Enduro de Regularidade e Rally Cross-Country. Em 1995 passou a competir também com carros como navegador em provas de Rally de Regularidade e Rally Cross-Country. Em 2009 passou a competir também em rallys náuticos com barcos. Flavinho, como é mais conhecido, participa do Rally dos Sertões desde 2003 quando foi campeão na categoria Production Gasolina ao lado de Paulo Buda. No Sertões 2005 foi campeão na categoria Super-Production Diesel ao lado de Riamburgo Ximenes. Flavio é Bicampeão do Rally Cerapió (2006 e 2007), Campeão do Rally RN 1500 em 2003, Tricampeão Brasileiro de Rally de Regularidade (2003, 2004 e 2006) e desde 2008 é organizador de provas de Rally de Regularidade no RN.

O Valtra Dakar Eco Team é patrocinado por Valtra, BASF, Cosan e Mobil Super Flex, e apoiado por Artfix, Sparco, Arycom, TRC Telecom / Motorola e Unica.

No Rally dos Sertões o carro da Valtra Dakar Eco Team será um Protótipo Etanol by ProMacchina motor V6 Flex. O carro foi preparado pela Promacchina, que também fará todo o apoio durante a competição.

Para acompanhar o Valtra Dakar Eco Team acesse o site www.parisdakar.com.br e siga a equipe no Twitter: www.twitter.com/RallyDakar

Trackback URL: http://www.palestramotivacional.com/carro-de-klever-no-sertoes-representa-grande-evolucao/trackback/

Deixe um Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *