Por: Klever Kolberg ligado: agosto 18, 2010 Em: Rally dos Sertões Comentários: 0

Vibração em uma roda, causada por um salto, obrigou Kolberg a reduzir o ritmo (foto: David Santos/ www.webventure.com.br)

Resultado desfavorável deixa Kolberg/França a 28 minutos do líder

A 18º edição do Rally Internacional dos Sertões entra em sua reta final com a chegada da caravana à Teresina (PI). Nesta quarta-feira foram mais 653 quilômetros de intensas disputas, das quais 183 km de trecho cronometrado e um longo deslocamento de 292 km até a capital piauiense.

Para a equipe Valtra Dakar Eco Team esta quarta-feira (18) teve resultado muito desfavorável, já que o piloto Klever Kolberg e o navegador Flavio França terminaram na 13ª posição da especial. Com o resultado, a dupla caiu para terceira posição no geral, a 28 minutos dos líderes Guilherme Spinelli/ Youseff Haddad, e a 6 minutos de Riamburgo Ximenes/ Stanger Eler, que agora ocupa a segunda posição.

A especial entre Balsas (MA) e Teresina (PI) foi extremamente técnica, e ao mesmo tempo de lindas paisagens, com muitos trechos de navegação, onde foi necessária muita atenção. O protótipo Etanol (Próton) vinha muito bem, tendo passado entre os cinco primeiros colocados em duas das três parciais, até a aterrissagem de um salto.

“Vínhamos voando e tudo estava bem, inclusive estávamos à frente do Guiga (Spinelli). Porém, na recepção de um salto, caímos meio de lado e acho que batemos em alguma raiz”, contou Klever. “O carro começou a vibrar muito e achávamos que era um pneu furado ou roda quebrada, e isso nos obrigou a diminuir sensivelmente o ritmo. Dez quilômetros depois achamos um lugar seguro e paramos para verificar, mas nada encontramos”, relatou Klever.

O piloto gaúcho voltou então para estrada, mas a vibração aumentou ainda mais, deixando o carro quase inguiável, e novamente precisaram parar. Em busca do defeito, desta vez descobriram que o pneu perdia pressão, sem, contudo estar furado. Substituíram-no pelo estepe, mas o tempo perdido foi muito grande, decretando um resultado muito aquém do esperado.

Após o dia bastante desfavorável, Kolberg acredita que o sonho de vitória ficou mais distante, mas avalia o que espera nesta penúltima etapa, entre Teresina e Sobral, já no estado do Ceará. “Vamos para a última etapa longa da prova. O inimigo será o calor do sertão, pois não esperamos grandes dificuldades desta etapa. De qualquer modo, será necessário manter a concentração após oito dias de prova”, finalizou.

Veja como será a quinta-feira (19/08) do Rally Internacional dos Sertões:
9º dia (19/08, quinta-feira) – Teresina (PI) – Sobral (CE)
DESLOCAMENTO INICIAL: 70,23 km
ESPECIAL CONTRA O RELÓGIO: 244,96 km
DESLOCAMENTO FINAL: 137,67 km
Total – 452,86 km

Confira o resultado extra-oficial da especial Balsas (MA) – Teresina (PI):
1º) Paulo Nobre (Palmeirinha)/Luiz Carlos Palu (BMW X3) – 02h05min37s2
2º) Cristian Baumgart/Beco Andreotti (Mitsubishi L200 Triton ) – 02h06min14s9
3º) João Antonio Franciosi/ Rafael Capoani – (Sherpa V2) 02h07min15s5
4º) Riamburgo Ximenes /Stanger Welerson Eler – (Mitsubishi Evo Pron) 02h08min33s7
5º) Guilherme Spinelli /Youssef Haddad – (Mitsubishi Triton SR) 02h09min32s1
6º) Reinaldo Varela/ Eduardo Bampi – (Mitsubishi Pajero Full) – 02h12min32s3
7º) Jean Azevedo/ Emerson Cavassin – (Mitsubishi L200 Evo) – 02h13min29s4
8º) Hugo Rodrigues/ Kaique Bentivoglio – (Mitsubishi L200 RS) – 02h19min44s3
9º) Alberto Castro/ Vinicius Castro – (Mitsubishi L200 RS) – 02h20min35s0
10º) Ralph Schaus/ Vincent Prignon – (Mitsubishi L200 RS) – 02h20min55s0
13º) Klever Kolberg/ Flavio Marinho de França – (Mitsubishi Proton) 02h21min15s2

Confira o resultado extra-oficial do acumulado carros:
1º) Guilherme Spinelli /Youssef Haddad – (Mitsubishi Triton SR) 20h35min07s9
2º) Riamburgo Ximenes /Stanger Welerson Eler – (Mitsubishi Evo Pron) 20h58min26s1
3º) Klever Kolberg/ Flavio Marinho de França – (Mitsubishi Proton) 21h04min25s6
4º) Paulo Nobre (Palmeirinha)/Luiz Carlos Palu (BMW X3) – 21h30min15s1
5º) Cristian Baumgart/Beco Andreotti (Mitsubishi L200 Triton ) – 21h42min38s8
6º) João Antonio Franciosi/ Rafael Capoani – (Sherpa V2) 21h54min30s1
7º) Luiz Facco/Silvio Deusdara – (Mitsubishi L200 RS) 22h16min29s4
8º) Alberto Castro/ Vinicius Castro – (Mitsubishi L200 RS) – 23h17min52s6
9º) Richard Vaders/ José Spacassassi – (Sherpa V2) – 23h18min32s3
10º) Jean Azevedo/ Emerson Cavassin – (Mitsubishi L200 Evo) – 023h29min37s9

O Valtra Dakar Eco Team é patrocinado por Valtra, BASF, Cosan e Mobil Super Flex, e apoiado por Artfix, Sparco, Arycom, TRC Telecom / Motorola e Unica.

No Rally dos Sertões o carro da Valtra Dakar Eco Team será um Protótipo Etanol by ProMacchina motor V6 Flex. O carro foi preparado pela Promacchina, que também fará todo o apoio durante a competição.

Acesse o site da equipe: www.parisdakar.com.br

Siga a equipe o Valtra Dakar Eco Team Twitter: www.twitter.com/RallyDakar

Trackback URL: http://www.palestramotivacional.com/chances-de-vitoria-ficaram-mais-distantes-para-o-valtra-dakar-eco-team/trackback/

Deixe um Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *