Por: Klever Kolberg ligado: agosto 13, 2011 Em: Rally Dakar, Sem categoria Comentários: 0

Piloto do Valtra Dakar Eco Team acredita que com o início da etapa Maratona, o destino dos protagonistas do rali deverá ser traçado.

4ª etapa – 13/08:
Gurupi (TO) a Porto Nacional (TO)
Deslocamento inicial: 15 km
Trecho especial: 142 km
Deslocamento final: 49 km
Total do dia: 206 km

O Rally dos Sertões cumpriu neste sábado (13) a sua quarta etapa, entre as cidades tocantinenses de Gurupi e Porto Nacional. Foi uma especial mais curta e mais rápida. Apenas 142 quilômetors concluídos por Klever Kolberg e Flávio Marinho de França, do Valtra Dakar Eco Team, em 1h36min37s, tempo que conferiu à dupla o quarto lugar do dia.

E os 206 quilômetros totais de hoje foram os últimos antes do início da etapa dupla de Maratona: serão 485 quilômetros (340 cronometrados) entre Porto Nacional e Lizarda (TO), e mais 436 (428 cronometrados) entre Lizarda e Balsas, já no estado do Maranhão. Neste domingo (14), nenhum veículo poderá receber assistência externa de membros de equipes, sob risco de penalizações pesadas.

Klever e Flavio - Quarta Etapa - Foto: André Chaco/Fotoarena

“O rali vem se definindo desde seu início, mas é a partir de agora que começaremos a ter as coisas mais encaminhadas. É quando o destino dos competidores começa a ser traçado”, aponta Klever Kolberg, vice-líder da categoria Protótipos Etanol, pouco mais de seis minutos atrás de Reinaldo Varela/Eduardo Bampi, da equipe oficial Mitsubishi.

“Como não pode haver assistência, qualquer problema técnico pode significar o fim do rali para os pilotos. Então, hoje vai ser um dia de bastante trabalho, de revisar o carro nos mínimos detalhes e deixar tudo pronto para estes próximos dois dias. São duas etapas de bastante tensão, porque qualquer erro pode significar a volta para casa alguns dias antes do previsto”, afirmou.

Kolberg, que também é o quarto colocado na classificação acumulada entre os carros, levou um susto durante a especial de hoje. “Era um trecho em que vínhamos bem rápido. Por sorte, não havia tanta poeira na ocasião, porque vi uma vaca no meio da estrada. Consegui frear e desviar dela, e isso nos fez custar algum tempo no final”, contou. “Bom, melhor perder alguns minutos do que perder a especial toda sob o risco de se machucar bastante. O Klever teve destreza para ver a vaca a tempo de poder frear e desviar, porque ela estava bem tranquila no meio da estrada”, ponderou o navegador Flávio Marinho de França.

Confira o resultado extra-oficial da quarta etapa:
1- Guilherme Spinelli/Yousseff Haddad – 1h32min12s
2- Paulo Nobre/Filipe Palmeiro – 1h33min20s
3- Reinaldo Varela/Eduardo Bampi – 1h34min26s
4- Klever Kolberg/Flávio Marinho de França – 1h36min37s
5- Cristian Baumgart/Beco Andreotti – 1h36min43s
6- Ubiratan Franciose/Marcos Macedo – 1h39min05s
7- Luis Nacif/Humberto Ribeiro – 1h40min33s
8- Luis Stédile/Deco Muniz – 1h40min59s
9- Marcos Baumgart/Kleber Cincea – 1h41min19s
10- Luiz Facco/Glauber Fontoura – 1h42min26s

Acumulado após quatro etapas (os seis primeiros):
1- Guilherme Spinelli/Yousseff Haddad – 11h15min52s
2- Cristian Baumgart/Beco Andreotti – 11h30min37s
3- Reinaldo Varela/Eduardo Bampi – 11h37min57s
4- Klever Kolberg/Flávio Marinho de França – 11h44min40s
5- Paulo Nobre/Filipe Palmeiro – 11h45min30s
6- Marcos Baumgart/Kleber Cincea – 11h51min52s

Roteiro da 5ª etapa – 14/08:
Porto Nacional (TO) a Lizarda (TO)
Deslocamento inicial: 144 km
Trecho especial: 340 km
Deslocamento final: 1 km
Total do dia: 485 km

O Valtra Dakar Eco Team é patrocinado pela Valtra, e apoiado por Borrachas Vipal, Banco Fator, Veolia Water, Artfix, Sparco, Dakar Inovação, Arycom e Unica.

Trackback URL: http://www.palestramotivacional.com/sertoes-agora-poderemos-ter-as-coisas-encaminhadas-diz-klever/trackback/

Deixe um Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *